Art Fértil | WhatsApp
Art Fértil
Azoospermia (ausência de espermatozoides): é possível ter filhos?

Azoospermia (ausência de espermatozoides): é possível ter filhos?

// Por Dra. Altina Castelo Branco

Uma das causas mais comuns da infertilidade masculina é a azoospermia, uma condição caracterizada pela ausência de espermatozoides no sêmen ejaculado.

Existem dois tipos: a obstrutiva, quando há um bloqueio que impede o transporte dos espermatozoides e a não obstrutiva, quando há algum problema que provoca a interrupção ou a diminuição da produção.

Se o homem for diagnosticado com a azoospermia, não poderá ter filhos da forma tradicional. Nesses casos, a reprodução humana assistida pode ser uma ótima alternativa para realizar o sonho de construir a família.

Vamos aprender mais sobre azoospermia? Continue conosco.

O que pode causar azoospermia?

Para entender um pouco mais sobre as principais causas da azoospermia, vamos dividi-la e explicar os dois tipos: obstrutiva e não obstrutiva. Vamos lá?

Azoospermia obstrutiva

A azoospermia obstrutiva é quando os espermatozoides são produzidos nos testículos, mas não saem para o exterior no momento da ejaculação. Isso acontece devido à alguma obstrução dos dutos, que impedem a saída.

A azoospermia obstrutiva é o tipo mais frequente, onde as obstruções normalmente acontecem no epidídimo — duto que coleta e auxilia no amadurecimento dos espermatozoides, além de armazená-los até que estejam adequados para a ejaculação.

As principais causas surgem como consequência de inflamações, como:

Azoospermia não obstrutiva

A azoospermia não obstrutiva acontece quando há algum alteração nas células que são encarregadas de produzir os espermatozoides. Dessa forma, ocorre a interrupção ou a diminuição da produção, o que pode ser causado por diversos fatores.

Entre eles, a Varicocele, dilatação das veias do cordão espermático, que sustenta os testículos, provocando o surgimento de varizes e outras irregularidades.

A azoospermia não obstrutiva é subdividida em pré-testicular e testicular.

A pré-testicular é a mais rara, pois os testículos são normais embora não produzam espermatozoides. As causas geralmente são hormonais ou genéticas.

Já a testicular é ocasionada pelo resultado de algum dano aos testículos, provocados por inflamações ou outras doenças além da Varicocele, incluindo o diabetes e a insuficiência renal.

É possível ter filhos com a azoospermia?

Sim. O homem, mesmo que tenha o diagnóstico de infertilidade devido à azoospermia, pode ter filhos. Para isso, precisará contar com a ajuda de técnicas da reprodução humana assistida e de recuperação espermática.

A técnica indicada quando há ausência de espermatozoides no sêmen é a fertilização in vitro (FIV) com injeção intracitoplasmática de espermatozoides (ICSI): os espermatozoides utilizados na fecundação são recuperados dos testículos ou epidídimos, por diferentes abordagens cirúrgicas: PESA e MESA, TESE e Micro-TESE.

Elas se diferenciam na maneira de coletar os espermatozoides. Veja:

Portanto, é possível ter filhos pela fertilização in vitro (FIV) e com a coleta de espermatozoides através dessas técnicas citadas.

Após serem coletados, os espermatozoides são submetidos ao preparo seminal, técnica em que diferentes métodos os capacitam, garantindo que apenas os melhores sejam utilizados na fecundação.

Além disso, durante a fecundação cada espermatozoide é novamente avaliado individualmente por um microscópio potente e, depois de ter a saúde confirmada, injetado diretamente no citoplasma do óvulo por um micromanipulador de gametas, o que aumenta as chances de o processo ser bem-sucedido.

Os embriões formados pela fecundação são cultivados por alguns dias e posteriormente transferidos para o útero materno. A transferência pode ser realizada em dois estágios de desenvolvimento: entre o segundo e terceiro dia, chamado D3 ou clivagem e entre o quinto ou sexto dia, no blastocisto ou D5.

Após a transferência do embrião a implantação acontece naturalmente e a gravidez pode ser confirmada em aproximadamente 15 dias.

Vale ressaltar que a FIV é a principal técnica de reprodução humana assistida, com chances de uma gravidez de sucesso por ciclo de realização do tratamento muito altas. Portanto, fique tranquilo: caso você seja diagnosticado com azoospermia, saiba que poderá investir na técnica para realizar o sonho de ter filhos biológicos.

Porém, é importante escolher uma clínica de reprodução humana com profissionais realmente qualificados. Assim, as chances de sucesso são maiores: o médico realizará os exames necessários, entenderá quais são os seus objetivos e planejará um tratamento individualizado.

Se você gostou de aprender mais sobre a ausência de espermatozoides, aproveite para complementar o estudo conferindo mais informações sobre a azoospermia aqui. Boa leitura!

Compartilhar: Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *