Art Fértil | WhatsApp
Art Fértil
Como funciona o ciclo menstrual?

Como funciona o ciclo menstrual?

// Por Dra. Altina Castelo Branco

Durante a sua vida reprodutiva, as mulheres passam por vários ciclos menstruais. Ele possui, em casos regulares, uma média de 28 dias e tem o objetivo de preparar o corpo para uma possível gravidez. A presença de irregularidades na duração do ciclo menstrual e de fatores ligados à menstruação podem ser indícios de algum problema de fertilidade.

O ciclo menstrual é um fenômeno complexo e engana-se quem acha que ele está relacionado apenas com o sistema reprodutor. Ele envolve uma série de órgãos, inclusive, os do sistema endócrino.

Com a chegada da puberdade, a mulher começa a produzir hormônios sexuais, como a progesterona e o estrogênio. Eles atuam diretamente no ciclo menstrual em várias funções, como no espessamento do endométrio e no crescimento dos folículos ovarianos.

Este artigo tem o objetivo de mostrar o que é o ciclo menstrual e o que acontece em cada uma das suas fases. Além disso, vamos abordar a sua relação com infertilidade e como a reprodução assistida pode aumentar as chances de gravidez.

Boa leitura!

O que é ciclo menstrual?

O ciclo menstrual é um fenômeno biológico que ocorre durante a vida reprodutiva da mulher. Em sua forma regular, ele possui a duração média de 28 dias e, por ser um ciclo, ele não para. O término de um, marca o início do próximo.

Os hormônios sexuais femininos possuem uma grande influência no ciclo menstrual, em especial, temos o estrógeno, progesterona, FSH (hormônio folículo-estimulante) e o LH (hormônio luteinizante). Durante esse período, diversas alterações hormonais acontecem com o objetivo de preparar o corpo da mulher para uma gravidez. Caso ela não aconteça, a mulher menstrua e um novo ciclo recomeça.

Como o ciclo menstrual funciona?

blank

O ciclo menstrual pode ser regular ou irregular. O primeiro tem a duração média de 28 dias, enquanto o segundo não possui uma duração fixa. Os ciclos irregulares podem ser menores que 25 dias ou maiores que 35 ou ainda a mulher pode ficar meses sem menstruar. Diversos fatores podem provocar as irregularidades, como a síndrome dos ovários policísticos, problemas na tireoide e, até mesmo, stress.

Neste artigo, vamos nos basear em um ciclo menstrual regular para facilitar o entendimento. Ele é dividido em 3 fases: a folicular, a ovulatória e a lútea. A seguir, vamos mostrar o que acontece em cada uma delas.

Fase folicular

A fase folicular vai do primeiro ao nono dia do ciclo menstrual. Ele é caracterizado pelo aumento da produção do hormônio FSH com o objetivo de estimular o crescimento dos folículos antrais (pequenos). Normalmente, apenas um folículo é selecionado, tornando-se dominante e, em seu interior, haverá um óvulo maduro que será liberado na próxima etapa.

Fase ovulatória

Entre o 10º e o 14º dia do ciclo, estamos na fase ovulatória do ciclo menstrual. Ela é marcada pela ovulação, momento em que o folículo dominante libera o óvulo maduro para as tubas uterinas. O hormônio LH atinge seu pico nessa fase, para que a ovulação aconteça.

Nesse momento ocorre a janela da fertilidade — mais conhecida pelo nome de período fértil — sendo o momento do ciclo menstrual onde a mulher possui mais chances de engravidar.

Esse momento se assemelha com o processo de estimulação ovariana, que é a etapa inicial de todas as técnicas de reprodução assistida. Ela utiliza medicamentos hormonais para desenvolver vários folículos dominantes e aumentar o número de óvulos maduros que serão utilizados na reprodução assistida.

Fase lútea

A última fase é chamada de lútea, que ocorre entre o 15º até o 28º dia do ciclo menstrual. Os níveis de FSH e LH são mínimos, enquanto os níveis de progesterona e estrogênio estão altos. Eles atuam no espessamento do endométrio para que ele esteja pronto para receber o embrião, em caso de uma fecundação.

Do contrário, as paredes do endométrio se descamam causando a menstruação e um novo ciclo é reiniciado.

Quais são as chances de um casal engravidar em um ciclo natural?

Uma das principais causas de infertilidade feminina é a idade. As chances de um casal engravidar sem fatores de infertilidade são de 20% por ciclo, caso a mulher tenha até 30 anos. Esse número cai para 5% quando a mulher chega aos 40 anos.

Como podemos ver, engravidar não é algo simples e a idade da mulher é um fator importante no processo. Por isso, é normal que alguns casais demorem alguns meses para engravidar de forma natural.

Porém, é indicado que o casal procure um médico para investigar a sua fertilidade caso estejam tentando engravidar há mais de 12 meses sem sucesso. Se a mulher tiver mais de 35 anos, a investigação é recomendada após 6 meses de tentativas.

A infertilidade pode ser causada por fatores femininos, masculinos ou relacionados a ambos. No caso das mulheres, os problemas de fertilidade podem acontecer em qualquer etapa do ciclo menstrual, inclusive, após a ovulação.

Em um ciclo menstrual regular, a mulher consegue calcular o seu período fértil com mais exatidão. Para aumentar as chances de engravidar, o casal deve ter relações sexuais nesse período. Esse processo é parecido com a relação sexual programada, uma das técnicas de reprodução assistida.

Além dela, a inseminação artificial e a fertilização in vitro também são possibilidades muito procuradas por casais que desejam engravidar.

Conhecer o ciclo menstrual e como ele funciona é uma ferramenta muito útil para as mulheres conhecerem melhor o próprio corpo. Esse conhecimento ajuda a identificar possíveis problemas que podem afetar a saúde da mulher e, até mesmo, a sua fertilidade.

Uma das maneiras de aumentar a chance de engravidar é calcular o período fértil para ter relações sexuais nessa fase. Quer saber como fazer isso? Clique e confira como calcular o período fértil no nosso site!

Compartilhar: Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

blank blank