Art Fértil | WhatsApp
Art Fértil
Uretrite: o que é?

Uretrite: o que é?

// Por Dra. Altina Castelo Branco

A uretra é uma estrutura tubular responsável pela eliminação da urina do corpo. Além disso, no homem, também proporciona a passagem do sêmen para ejaculação.

Na mulher, a uretra tem início na bexiga e se estende até o orifício uretral, medindo apenas 4cm de comprimento. O orifício uretral feminino localiza-se próximo à abertura do canal vaginal e ao clitóris.

Já no homem, possui uma configuração mais complexa, sendo dividida em três regiões: porção prostática, membranosa e cavernosa.

A porção prostática, ou uretra prostática, é a parte que fica próxima a saída da bexiga. Nessa porção, a uretra recebe alguns líquidos que compõem o sêmen, prostático e seminal, além dos espermatozoides.

Na porção membranosa, a uretra passa pelas glândulas bulbouretrais, onde fica localizado o esfíncter uretral, que possibilita ao homem o controle voluntário da micção.

A porção cavernosa passa ao longo do interior do pênis, até a abertura na glande. Nela, a uretra recebe o líquido das glândulas bulbouretrais e também um líquido lubrificante, secretado pelas glândulas de Littré para facilitar a relação sexual.

A uretra, tanto no homem, como na mulher, pode ser afetada por algumas doenças, que prejudicam seu funcionamento e causam desconforto. Geralmente a uretrite é provocada por DSTs (doenças sexualmente transmissíveis), embora outras bactérias possam participar do quadro geral, além de fatores como lesões mecânicas e químicas.

A uretrite não tratada pode se espalhar e atingir outras regiões do organismo, causando enfermidades de maior gravidade.

Fique conosco na leitura do texto para entender mais sobre a uretrite.

O que é a uretrite?

blank

A uretrite é a inflamação na uretra, que na maior parte dos casos é causada por infecções bacterianas, principalmente consequentes da contaminação pelo contato sexual sem o uso de preservativos de barreira, as camisinhas masculina e feminina.

As doenças que mais costumam causar uretrite são a gonorreia, causada pela bactéria Neisseria gonorrhoeae, e a clamídia, causada pela bactéria Chlamydia trachomatis. Embora essas sejam as causas mais comuns de uretrite, outros microrganismos também podem estar envolvidos na doença.

A mulher costuma estar mais propensa a ter uretrites infecciosas devido à proximidade do ânus com a uretra.

De maneira geral a uretrite infecciosa é classificada em dois tipos: uretrite gonocócica, causada exclusivamente pela gonorreia, e uretrite não-gonocócica, em que a infecção é resultado da ação de outras bactérias, como a Chlamydia trachomatis, ou a E. coli, que habita naturalmente os intestinos e não necessariamente é transmitida por via sexual.

Além das causas infecciosas, a uretrite também pode ser consequência de traumatismo interno, como sequela da utilização de sonda, ou de reação a alguma substância química, como o uso de espermicidas, o que pode afetar tanto os homens quanto as mulheres.

As consequências da uretrite, quando não tratada, podem se tornar graves, tanto em homens como em mulheres.

Em homens, já que a uretra integra também o aparelho reprodutivo, a uretrite pode se agravar e envolver outras estruturas, provocando epididimite, orquite e prostatite. A uretra também pode ficar com sequelas e sofrer um estreitamento, que dificulta a micção e a ejaculação.

A uretrite feminina pode igualmente se espalhar, causando cistite, cervicite, endometrite, salpingite e, nos casos mis severos, DIP (doença pélvica inflamatória). Dessa maneira, pode chegar a danificar de forma significativa outras estruturas do sistema reprodutor feminino, contribuindo para quadros de infertilidade feminina.

As DSTs devem ser sempre tratadas o mais rapidamente possível. Além disso, o diagnóstico é muito importante para prevenir a transmissão dessas doenças, que podem ser inclusive assintomáticas.

Quais são os sintomas da uretrite?

A uretrite pode apresentar diferentes sintomas, dependendo de sua origem. O quadro desenvolve sinais específicos para homens e mulheres.

Os sintomas da uretrite em homens costumam ser:

Já quando atinge as mulheres, a uretrite costuma apresentar os seguintes sintomas:

Como é feito o diagnóstico da uretrite?

Quando uma pessoa procura ajuda médica ao perceber alguns sintomas da uretrite, inicialmente o diagnóstico é feito pelo exame clínico. O médico faz então uma avaliação dos sintomas apresentados e do histórico de saúde.

Para fechar o diagnóstico de forma mais precisa, no entanto, é necessário realizar exames de urina e sangue, para detectar e identificar a presença de bactérias, caso estejam por trás dos sintomas.

Também é feita a coleta das secreções presentes na uretra, que são encaminhadas para a análise em laboratório.

Tratamento e infertilidade

O tratamento da uretrite é feito com antibióticos, que combatem a infecção, e anti-inflamatórios, que controlam os sintomas dolorosos.

Os antibióticos que serão utilizados dependem da bactéria identificada no diagnóstico. Normalmente são utilizados os que sejam efetivos contra gonorreia e clamídia, já que são as maiores causas da uretrite.

Com um diagnóstico bem feito e o tratamento correto, de maneira geral a uretrite não causa muitos danos no organismo. Em alguns casos, porém, principalmente quando não tratada, a uretrite pode se desenvolver em doenças mais graves e causar danos permanentes, inclusive levando à infertilidade.

Nesses casos, se houver o desejo reprodutivo após a constatação de infertilidade, o casal pode engravidar por técnicas de reprodução assistida.

Entre as disponíveis, a FIV (fertilização in vitro) é bastante indicada, pois permite que os gametas (óvulos e espermatozoides) sejam coletados diretamente das estruturas, além de realizar a fecundação em laboratório e transferir os embriões para o útero.

A FIV contorna a maioria dos problemas masculinos e femininos que possam estar impedindo a gravidez, incluindo a provocada pela uretrite.

Ainda restaram dúvidas sobre a uretrite? Então, toque neste link.

Compartilhar: Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

blank blank